Publicado por: almofadas | Janeiro 17, 2010

Amanhecia

devushka-grust-okno-svet

Não, não era uma melodia

Era um som constante, irritante

A luz do dia, na escuridão da noite

Era a música falante

Palavra fria

Um Tal arrepiante

Era a trovoada de Verão

Dizendo-me que não

Era mentira a sinceridade

Era verdade a novela

Um grito preso na garganta

Um sopro curto apagando a vela

Amanhecia

Não, não era ela à janela

A euforia era tanta

Que se falava em demasía tal

Que aranhava a garganta

Não se achou cumplicidade

Era no fundo tudo uma porcaria

Pervaleceu a mágoa da falsa alegria

E era tudo diferente do igual

Estava deserta a cidade


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: