Publicado por: almofadas | Março 4, 2010

Nós não somos Anjos

“Tu desvendavas a noite, tudo o que poderiamos permitir. Arrancavas as máscaras, aprisionavas a alma. Se tiveres sangue na face culparás o batôm, que se lixe a barreira de palavras, os anjos não precisam de palavras. Nós não somos anjos, pá! Não! Não somos anjos, somos criaturas escuras, e se nos perguntarem o que queriamos nós, nós voariamos. Nós não somos anojs, pá! Não, não somos anjos! Lá no incêndio perdemos os nossos ranques, não existe para tais nem amor, nem confiânça. As pessoas procuram a presença de penas, nós não somos anjos, pá!

Centenas de telhados alheios, o que procuravas por lá? Tu dormes há tanto tempo, há demasiado para uma criatura, talvéz seja altura de descer, onde tu respiras com o corpo. Deita fora a tua folha vazía, as criaturas não andam de branco. Nós não somos anjos, pá, não, não somos anjos, somos criaturas escuras, e se nos perguntarem o que queriamos nós, nós voariamos. Nós não somos anojs, pá, não, não somos anjos. Lá no incêndio perdemos os nossos ranques, não existe para tais nem amor, nem confiânça. As pessoas procuram a presença de penas, nós não somos anjos, pá!”

Bi2


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: