Publicado por: almofadas | Março 12, 2010

Ultrapassado

Androides loucos,
Palhaços pálidos
Fantoches sem cérebro,
Mimos reticentes

Realizamos, achamos
Que pensamos
E que o que pensamos
Poderá estar certo

Cabeças ocas
Corações partidos
Veias abertas sangram
Imagens repetidas

Pensam que sentem
Sentem furia
Coincidencias presentes
Sem fazer sentido

Um caos constante
Exuberantemente belo
Sem paralelo
Dias com cores garridas

Um som distante
Óculos embaciados
Memoria sem passado
Factos ultrapassados


Responses

  1. Gostei bastante…
    Boa poesia!

    Abraço

  2. Vou ficar com este por agora. Deixar-me flutuar um pouco e respirar nas tuas palavras. Que sao belas, muito belas. E se me inebriar, um pouco mais ainda, nos cheiros magicos dos teus sons e silabas, que adormeca. Porque e’ bom estar aqui.
    Obrigado

    • Agradeço e alegro-me, já há muito tempo que ninguém me reconhecia


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: