Publicado por: almofadas | Junho 15, 2010

Será que o meu mundo não me quer

Por que razão não posso ser criança

E não se ajustam as vaidades ao meu ser

Porque será que perco a esperança

E esforço-me na ilusão de conseguir saber

Porque será que não me entrelaço nessa trança

Em tão falado e congénere prazer

Na emoção estreme de entrar na dança

Apenas um rancor abjecto poisa em minha mão

Porque será que o meu mundo não me quer

Mais uma vez fico a perder de antemão

Quando me arrastam pelas ruas da razão

Porque motivo anseio eu o sangue da matança

E escorre-me p’los dedos o sentimento de beleza ancião

Amanha-se aqui na alma a mania da preseguição

E onde está a pedra que ninguém me lança


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: