Publicado por: almofadas | Setembro 4, 2010

“Os dois não dormem”

Uma escada aqui, são nove passos até à tal porta ( …)

Os dois não dormem, os dois engolem pastilhas do amor, eles estão bem. Iremos nós perturbar a sua tranquilidade?

Hora no relógio. A noite como uma cobra rastejou pela terra. Sob o candeeiro a morte inclinou-se sobre uma nova estrofe

Os dois não dormem, os dois estão presos na agulha do amor, eles estão bem. Iremos nós perturbar a sua tranquilidade?

Não existe nada para esperar, ninguém para acreditar (…)

(…)

Os dois não dormem, os dois fumam o cigarro do amor, eles estão bem. Iremos nós perturbar a sua tranquilidade?

Se eu soubesse como pode ser difícil (…)

Se eu soubesse o que me espera, teria saído pela janela

E tudo corre assim (…)

Está tudo bem .  E estes dois há já muito que adormeceram.

Splin


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: