Publicado por: almofadas | Janeiro 31, 2013

Ai os navios…

Afastam-se os lobos na óptica da mira, e mesmo assim o teu tiro é no escuro. A cria da viuva acordou a meio da noite, o destino daquela bala, esconde. Esta época não foi acesa pelo sol, esta época não foi acesa pelo sol .

Ao cheiro do sangue, como se fosse por premonição, já não interessa quem apostou em quê. Quando vives no limite do proibido, já não te lembras daqueles que deixaste. Esta época não foi acesa pelo sol, esta época não foi acesa pelo sol. Encalhados estes navios nunca hão de ir ao fundo. Encalhados, destes navios nunca sairão as ratazanas.

Como se fosse traçado a gis, olhamos nós, um para o outro, desajeitados. O jogo da mente acaba com tiroteio. Aqui e ali é sempre a mesma matilha. Encalhados estes navios nunca hão de ir ao fundo. Encalhados, destes navios nunca sairão as ratazanas.

 

bi2


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: