Publicado por: almofadas | Agosto 29, 2013

leve como o ar

acordo e adormeço

que me leve a vida

às vezes sei quem sou

outras esqueço

para onde vou

pisar caminho

em madre pérola

de luz luar

caída no caminho

sei onde estou

não estou sozinho

contava-me a minha mãe

histórias do seu carinho

sobre um mundo de ninguém

que lhe doou o embaraço

e sobre o laço que atou

sem questionar o preço

foi uma ave que voou

e nunca encontrou o ninho

esqueceu a vida que largou

e navegou no mar

sobre areia

derramou o vinho

dançou cantou

chorou devagarinho

sorriu e abraçou

quem viu chegar

seguiu em frente

sem parar

deixou de ver

e de pensar

e quem que a viu passar

sentiu um fogo ardente

capaz de conquistar toda a gente

caso soubesse desvendar

aquilo que não a deixou ficar

a música do sol poente

o medo de adormecer

mas sobretudo

a vontade de encontrar

outra noção

um mundo que coubesse

em sua mão

um coração

que não adormecesse


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: