Publicado por: almofadas | Abril 4, 2014

A super espécie

No outro dia vi uma entrevista com o físico teorético que publicou o livro “Versões do Futuro”, Michio Kaku. Ele fala do controle da memória e como o acesso à informação “online” poderia acontecer na nossa cabeça. Como todas as coisas básicas do mundo electrónico que nos rodeia poderiam ser controladas na nossa mente, pelo implante de um elctrochip. O jornalista colocava algumas questões sobre como seria a comunicação à distância sem o uso de aparelhos, como se iria ligar e desligar, ou como seria controlado o acesso à cabeça de cada um. Falava-se sobre o Delete de memórias traumáticas, etc, etc.

Na minha cabeça levantava-se outra questão. O que faria isso a nós, como espécie? O que faria isso à nossa evolução. Termos um comando para controlar tudo em nós, sermos deuses de nós mesmos. Ao longo dos milénios nós evoluímos, primeiro fisicamente, depois mentalmente. Há de se chegar a um ponto em que a evolução mental acabará por superar a evolução física. Todos sabem, quando se entra num mundo online, o mundo físico fica para trás. Podemos observar, nas últimas gerações a influência do desenvolvimento tecnológico. menos crianças na rua, menos pessoas junto de outras pessoas, mais carros junto de outros carros, mais mensagens nos ecrãs. 

Digam-me o que disserem, seria a destruíam total da raça humana. Pois se numa espécie cada vez mais sedentária, se retira ainda para mais as coisas que nos obrigam a exercer movimentos físicos devido a necessidades básicas. Uma criança que sem sair da sua cama tem o mundo ao seu alcance, em milhões de imagens. Isto, num mundo onde não se cultiva o auto-controle, nem o auto-conhecimento seria o golpe fatal, morreríamos todos antes do 30. A Celebridade falava com um encanto tremendo, de como um dia poderá ser maravilhoso poder fazer tantas coisas apenas com um click na nossa mente. Eu ficava cada vez mais horrorizada com tal possibilidade. Isto visto aqui do mundo da terra era perturbador. Seria sem dúvida a criação de uma nova espécie. E se esta espécie sobreviver será à custa de quem?


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: