Publicado por: almofadas | Outubro 16, 2014

Um vento quente

As folhas dançam na aragem

O dia nasce cintilando na folhagem

Do sonho fica apenas a miragem

Navio no horizonte que se vê da margem

O vento quente, insolente

Invade-te subitamente

Toca na tua pele dormente

Baila à tua volta na cortina da janela

Vagueia pela tua mente, Ela

Ao longe o mar enrola a areia fina

O coração não tem razão nem disciplina

E ladra o cão, e brilha o chão

Ouves a melodia transparente

E o olhar a segurar na Tua mão

Subitamente és criança

A alma dança…

É o sorriso a chamar

Baila o vento nos juncais

Murmura o canavial

O que importa afinal

O que já foi, o que será

A vida nunca é demais

Agora sopra o vento quente


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: