Publicado por: almofadas | Outubro 24, 2014

Outono

O Outono é um carteiro atrasado.

Acumulam-se os montes de folhas

Como montes de cartas.

Me atira aos pés como reprimenda,

Cartas de uma outra vida minha

A minha vida o destino dividiu em duas metades há muito tempo

Pondo o pé, um dia, no porão abençoei o meu passado.

Outono! Porque me olhas assim, tão rigido.

Eu sei, que te vais aproximar e perguntar

Em que consiste a tua felicidade?

Nas cartas que me trazes, Outono.

Não te esforçes em nada, Outono.

Sabes, eu já nem sequer escrevo

E há muito que não leio cartas.

Outono, Meu querido, meu amigo de ouro

Bondoso brincalhão e intrigante

Nesta vida Gloriosa e enorme

Eu sou um mero emigrante


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: