Publicado por: almofadas | Setembro 8, 2016

o resto é pó e lodo

Apetece-me arder lentamente nas chamas de fogueiras que não chegaram a ser acesas. Esconder-me entre as palavras de um livro aberto. Porque tu continuas a ver filmes e a procurares a tua imagem entre as pedras da calçada. O que fica nas entrelinhas apenas eu sei.

lodka_more_okean_voda_volnyi

Sei sobre coisas que trazem miséria e conheço as minhas dívidas. Entrelaço nas minhas tranças as melodias que me cantam os ramos dos chorões. Algures balança o barco nas ondas negras, tocam tambores e esconde-se o sol, até ao tempo. Mas eu continuo a cantar!

Em breve ele voltará! Em breve haverá sol! E tu vais ouvir a última canção do navio desaparecido. Haverá alegria e haverá ternura e os teus olhos vão brilhar com cores desconhecidas. Voarás sobre as pedras e através dos cheiros de jasmim.

Mas lembra-te o teu olhar é como uma bala de canhão sobre os alicerces de um templo antigo. Porque este sentimento é mais forte que um vento, é mais alto que um mastro, é mais vasto que um mar. Não cabe num só ser. O resto é pó e lodo.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: