caminho sem calma

Alguém me emprestou, um caminho estranho com brilhos de fama. Alguém me invejou…mas eu não sabia! Se nunca sentiste, como é que dizias?! Se nunca ouviste?! Como é que sabias para poder dizer. Alguém me invejou, e deu-me um caminho com falta de calma. Alguém me deixou, estendida no chão entre frio e pavor, mas eu nunca larguei o calor interior, que sentia em mim.

Porque eu estou aqui! Entre folhas e ramos, sinto a alma que foi feita para mim. E eu quero viver onde o homem não chora, onde a mulher não mata. Eu quero crescer! Aquecer e amar como uma fogueira, e espalhar-me p’lo chão, como a trepadeira para poder florescer e fazer-me inteira. Sou semente, sou cor, paciência e amor. Caminho em frente sem centro nem beira. Deixo de me julgar, torno-me verdadeira.

dd4bf6b6b2be4bd52c063cdad21ba60d

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s