Biografia

Alice Aguiam Coelho

 
Alice nasceu em Moscovo a 24 de Junho de 1982. Filha de mãe russa e pai português, estudantes de química. Após a separação dos pais vive em Moscovo acompanhando o final do Regime Soviético, com a sua mãe e o irmão mais velho. São frequentes na sua infância as visitas ao teatro e a exposições de arte. A sua educação é fundamentada pelos ideais comunistas que aprende na escola, pelo modo de vida rural que experiência nos longos verões em casa da avó numa aldeia dos montes Urais, e pelas convicções ortodoxas da mãe. Emigra para Portugal com a mãe aos oito anos e adapta-se rapidamente à língua. No percurso escolar destaca-se com excelentes notas especialmente na disciplina de português, mas aos catorze torna-se numa adolescente revoltada. Abandonando a escola depois do 9º, resolve seguir a vida num convento ortodoxo na província francesa. Nova e ingénua, torna-se noviça aos desasseis e procura sobretudo a iluminação espiritual. Dedica-se nesta altura ao estudo da ortodoxia e traduz vários textos contribuindo para a divulgação da doutrina no Brasil. Está presente no seu espírito o amor pela arte a educação comunista e a rebeldia da juventude de bairro. Aprendendo as obediências e as regras conventuais ela amadurece e tece o seu próprio pensamento sobre tudo aquilo que conhece, até esse pensamento a trazer de volta ao mundo. Em 2001 regressa à sua cidade natal, com a intenção de continuar por lá os estudos e recuperar a infância perdida, mas perde o seu passaporte russo. Facto que a impede de se matricular em qualquer estabelecimento de ensino e a envolve numa demanda burocrática de ano e meio. Sobrevive com empregos mal pagos e desiludida volta para Portugal. O conhecimento de duas línguas, concede-lhe o emprego numa loja de produtos russos, onde é muito bem sucedida passando no primeiro mês do armazém para a contabilidade. Inicia um curso técnico de contabilidade no ensino recorrente, que não conclui em consequência de um esgotamento. Nesta altura começa a escrever as memórias da sua vida em França, como hobbie traduz para português, letras de canções, de artistas russos.
Despede-se da contabilidade e vive alguns anos entre o desemprego e o mau emprego mudando de casa e de cidade. Realiza alguns trabalhos como interprete, Russo-Português. Em, 2005 matricula-se  num curso de restauro em Sintra. Aqui descobre a sua veia poética e preenche páginas de cadernos com quadras e versos. Escreve compulsivamente no telemovel, nos braços, nas senhas do autocarro, nos sapatos. Dedica-se aos estudos e conclui o curso em 2008 com distinção e louvor, especializando-se em metais, mas nunca arranja emprego na área do restauro.
Vive no campo dedicando-se ao lar e trabalha a dias. Colabora com escolas e associações culturais realizando vários trabalhos em artes plásticas e performativas.Acompanha com poesia vários trabalhos fotográficos, numa fusão inovadora.
Depois do nascimento da sua primeira filha prepara para publicação o seu primeiro livro “Noviça Vassilissa”.  Em 2013 encontrando-se numa gravidez de riscos, investe novamente na escrita e tradução de textos. Participa na coletânea “Poética” da Editorial Minerva (vol. III e IV). Continua a prestar serviços de interprete. Em 2016 termina o segundo livro “Rebuçados de Mentol e Dor de Garganta”, um relato surrealista de uma história subjetiva.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: